Saúde preventiva: o melhor investimento para o seu futuro!

Neste artigo vamos falar da importância da saúde preventiva como um dos principais meios de garantir um futuro mais feliz. E, para começar, vamos refletir sobre o que é saúde.

A princípio, podemos pensar num corpo forte, bem nutrido, com ausência de nenhuma deficiência.

Mas sabemos que estar saudável é a soma de vários elementos, como a saúde mental e emocional também.

Com certeza a gente se esforça para ficar bem. Mas será que é o suficiente para o futuro que queremos construir?

É nisso que temos que pensar.

Hoje podemos ter 10, 20, 30 anos e todas as vantagens que a infância, a adolescência e até a maturidade nos dá. Mas não podemos nos esquecer que com o passar do tempo o nosso corpo físico vai nos exigir cada vez mais cuidados para se manter bem e o seu estado de funcionamento sempre vai impactar em nossa saúde mental e emocional pois somos essa soma de fatores interligados e se relacionando ao mesmo tempo.

Por isso, precisamos estar mais atentos as atitudes que estamos tomando no presente e avaliar com cuidado o que elas podem acarretar no futuro.

Hoje em dia, com o tempo correndo a todo vapor, mal conseguimos parar e organizar uma alimentação saudável quanto mais ir a um médico e, pensando nisso, vamos relacionar alguns pontos de atenção que merecem mais cuidados e as consequências que isso pode gerar para o futuro:

– Alimentação desequilibrada e sedentarismo: uma alimentação que não é balanceada pode trazer muitas dificuldades no futuro como o surgimento de doenças como a diabetes, colesterol alto, obesidade, problemas estomacais, circulatórios, cardíacos, entre outros. Comer uma besteira ou outra de vez em quando não faz mal mas comer sempre de maneira desregrada pode ser a primeira atitude que nos levará a um futuro com mais gastos com médicos, remédios e demais recursos.

Não podemos nos esquecer também que o nosso corpo é uma grande engrenagem e se ficar parada por muito tempo pode ir enferrujando. Podemos perceber os efeitos do sedentarismo quando sentimos muita indisposição para executar pequenas tarefas, dores nas pernas, costas e no corpo todo. Esses são pequenos sinais que demonstram a necessidade de mais movimento em nossa vida. Não é preciso muito esforço para nos mantermos bem. Trinta minutos de exercício por dia são o suficiente para não deixar essa engrenagem começar a enferrujar.

Vamos investir em nossa saúde agora, reorganizando os nossos dias e construindo um futuro mais feliz!

– Pensamentos negativos: nossa cabeça não para e os pensamentos parecem brotar sem cessar. O problema começa quando começamos a abrir espaço para pensamentos ruins e, ainda, quando nos habituamos a permitir a permanência deles por mais tempo do que deveríamos.

Isso vai nos tornando dia após dia um pouquinho mais irritados, tensos, descrentes, entre outras características que vão fazendo com que a nossa maneira de viver a vida se torne menos leve e agradável.

O pensamento mal condicionado pode, com a frequência de permanência e com o passar do tempo, acarretar transtornos mentais importantes como a depressão, entre tantos outros tipos de doenças que poderiam ser evitadas se déssemos mais atenção as nossas atitudes atuais.

Se queremos ter um futuro leve, feliz e sem remédios, precisamos investir em nossa saúde mental hoje, procurando:

– Ler mais! Quanto mais conhecimento acumulamos, mais recursos adquirimos para levar uma vida com mais qualidade;

– Assistir bons filmes e programas de televisão, aqueles que vão nos ensinar algo bom;

– Dedicar um tempo para o nosso hobby predileto e desenvolver a nossa criatividade. Pessoas criativas não se apegam a problemas, inventam soluções;

– Reclamar menos e agradecer mais;

– Ao invés de gastar o tempo com pensamentos improdutivos, cuidar de algo, distribuir mais amor! Pode ser cuidando ou brincando com uma criança, cuidando de uma planta, de um animal, de algum projeto pessoal. Quando cuidamos de algo com dedicação e prazer, o amor e a alegria tomam conta de grande parte dos nossos pensamentos e emoções.

Emoções e sentimentos negativos: procuremos deixar que elas passem por nós e partam livremente. Nós somos seres emocionais e, muitas vezes, não conseguimos controlar as emoções. Mas o que não podemos permitir é a permanência de sentimentos ruins ou tristes por muito tempo guardados em nossos corações.

Sentimentos ruins guardados, mal compreendidos ou mal resolvidos também podem acarretar dificuldades futuras.

Pensemos nisso! Neste momento podemos estar alimentando atitudes que nos tornarão cada dia menos alegres.

Se quisermos ter um futuro leve e sem pendências ou problemas emocionais precisamos resolver essas questões hoje, antes de terminar esse dia.

Vamos prestar mais atenção no que estamos fazendo agora.

Você se imagina um velhinho (a) ativo (a) e feliz?

Já parou para pensar nas condições em que vai chegar lá, considerando as suas atitudes atuais?

Façamos as mudanças necessárias nesse instante.

Um abraço carinhoso.

Karol Peixoto
Karol Peixoto
Paulista, 34 anos é Bacharel em Musicoterapia pela Faculdade Paulista de Artes/SP, Pós-graduada em Arteterapia pela Faculdade de Ciências da Saúde de São Paulo, Reikiana pelo Instituto Luz/SP e está cursando Extensão Universitária em Dependência Química na Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Desenvolve trabalhos terapêuticos focados em Saúde Mental e durante sua trajetória atuou em diversas instituições de apoio a: Dependentes Químicos, Pacientes Soropositivos; Grupos de 3ª. Idade; Crianças com deficiências mentais; Crianças com câncer e pacientes com problemas Psiquiátricos . Atualmente realiza atendimentos em clínica particular.

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares